Cerveja de 5 litros na telinha

O vídeo abaixo é o piloto para a WebTv Gourmeterapia. Um vídeo com o passo a passo da utilização dos Kits de 5 litros.

Tags: , , ,

63 Respostas to “Cerveja de 5 litros na telinha”

  1. Leonardo Says:

    Excelente vídeo! Já me sinto melhor preparado para minha segunda leva.

  2. Fabiano Says:

    Excelente Robson. Mais didático impossível. Uma dúvida, eu deixo a panela tampada na mosturação para perder menos calor. Existe algum problema? Claro que na fervura a panela fica destampada. Abraços

  3. Viridiane Says:

    Robson, estou interessada em começar a produzir minha cerveja artesanal com este kit, Porém tenho algumas duvidas, por exemplo, vi o seu passo a passo em que vc utiliza, mas nesse video o fogareiro é outro, da alguma diferença, que cuidado adicional devo tomar?

    • Viridiane Says:

      Obrigada pela ajuda!

    • Robson Vergilio Says:

      Viridiane, não há diferença nenhuma. No vídeo utilizamos o fogão que estava disponível na locação (de um programa de culinária). Confesso que prefiro o fogão residencial, esse do vídeo é muito forte e acabou dando mais trabalho para controlar a fervura. Melhor ir no residencial mesmo.

  4. Eduardo Says:

    Robson, parabéns pelo vídeo.
    Me diga uma coisa, você comercializa a panela e o fermentador?
    Tenho muito interesse em produzir pequenas quantidades mas não tenho habilidade para montar essa panela cervejeira (colocar torneira), assim como encontrar um fermentador em minha cidade (e tb adaptar torneira).

    Abraços

    Eduardo

  5. Viridiane Says:

    Olá Vergílio, tudo bem?
    Minha primeira experiência ficou forte e sem gás. A carbonatação foi feita em garrafas de rosca, aquelas que da pra tirar a tampinha com a mão. Isto tem alguma influência?

    O que me recomenda para as próximas?
    Muito obrigada!

    • Robson Vergilio Says:

      O “forte” é difícil dizer…. o que é forte? sabor de álcool? muito amarga? encorpada? Já o sem gás pode ser várias coisas também, mas pelo que me disse, provavelmente são as tampinhas mesmo, essa tampinhas costumam vazar o gás…. melhor tentar com as normais na próxima leva.

  6. Viridiane Says:

    Ficou forte o sabor de alcool.
    Quanto às tampinhas, na verdade utilizamos a que vem no kit, mas as garrafas utilizamos aquelas de rosquear, por isso, num primeiro momento pareceu que as tampinhas não ficavam firmes…
    Obrigada!

    • Robson Vergilio Says:

      Veridiana, você mediu as densidades? Talvez tenha realmente ficado com alto teor alcoólico. Mas a tendência é diminuir com o tempo de maturação…. Já as tampinhas, está explicada a falta de gás. Para as garrafas de rosca, precisa usar tampinhas Twist-off, que não são muito comuns aqui no Brasil. Parece que agora tem umas com a aba maior, que funcionam bem, mas eu realmente não tive contato com elas.

  7. Daniel Victoria Says:

    Oi Robson, estou fazendo cerveja com o Kit de 5L que vende no Lamas e gostaria de dizer que esta dando bem certo. Fiquei muito feliz com o resultado. Agora estou com uma dúvida:

    As vezes tenho problemas com a temperatura da mostura. Uma vez tive a impressão de que o mosto ferveu no fundo da panela, enquanto no meio dos grãos a temperatura estava a 70C. Vi que no seu primeiro post sobre o método do galão vc utiliza uma bomba para circular o mosto. Já no video do GourmetTerapia vc não utiliza a bomba. Tem algum motivo para usar/não usar a bomba? Vale a pena ou seria preciosismo? Imagino que facilite manter a temperatura da mostura mais estável.

    Valeu
    Daniel

    • Robson Vergilio Says:

      Daniel, fico feliz em saber que a coisa está dando certo” O Kit foi desenvolvido para isso mesmo, minimizar erros. Manter a temperatura é algo que a prática lhe ensinará, uma dica boa, é sempre mexer no mosto quando o fogo estiver ligado, isso movimentará a água, e manterá a temperatura mais uniforme. A bomba ajuda bastante sim no controle de temperatura, mas a principal função dela é poupar esforços na recirculação.

  8. Sergio Says:

    Fala Vergilio,
    Esse fim de semana fiz duas leva de cerva com o kit de 5L e fiquei com uma dúvida. Fiz uma leva de APA e outra de trigo. Logo após retirar o cesto, na primeira leva fiz como vc e levei direto para a fervura. percebi que começaram a levantar particulas solidas. Essas partliculas seguiram no mosto até o fermentador, pois não consegui separar e ficou um mosto bem turvo. Já na APA, eu drenei o mosto pela torneia a fim de evitar levar essas particulas para a fervura. tive um mosto mais límpido, mas, menos doce. Pergunto qual método é o melhor e se a breja de trigo vai ficar “limpa” quando sair do fermentador.
    Forte abraço e parabens pelo vídeo e pelo suporte aos cervejeiros nacionais!

    • Robson Vergilio Says:

      Sergio, são várias probabilidades. A primeira: Você recirculou as duas brassagens? A Recirculação ajuda bastante na eliminação de partículas sólidas (provavelmente grãos que escaparam). A segunda: Whirpool? Você fez os movimentos circulares com bastante vigor? Estes movimentos são justamente para depositar todas as partículas sólidas no fundo da panela, e depois você poder extrair o liquido, pelo registro, mais limpo. Outra: Seu grain bag estava legal? bem colocado e sem furos? Mas não se preocupe, ambas vão virar cerveja, rsss.

    • Daniel Victoria Says:

      Opa, aproveitando o comentário do Sérgio, o que estou fazendo é, além de recircular e do whirlpool, ao passar da panela para o fermentador eu uso uma peneira de malha bem fina. Assim não perco nem uma gota do precioso mosto e não encho o fermentador de trub. Fiz uma amber ale assim e ficou bem legal…
      Espero não ter cometido nenhum sacrilégio 🙂
      Acho que com o tempo cada um vai fazendo adaptações no método…

    • Sergio Says:

      Então, as particulas não eram exatamente sólidas, mas sim um tipo de “poeira” bem fina que ficou meio aglomerada e em boa quantidade. O mosto ficou parecendo um caldo de cana…rsrs. E respondendo, circulei bem e tbm fiz o whirpool. Daniel, usei uma peneira de inox com uma malha tbm finissima no caso da APA. Vamos ver no que vai dar isso! Abs e obrigado pelas respostas!

  9. Mauricio Fabi Maços Says:

    Fala Robson, me tira uma dúvida…Depois de passado a fermentação, eu queria maturar a cerveja, me dá uma dica de como faço esta maturação sem engarrafar ou eu preciso engarrafar e deixar maturar ?
    O que é necessário fazer ? Obrigado desde já ! Ficou muito explicativo este vídeo. Abraços

    • Robson Vergilio Says:

      Maturar a cerveja sempre é bom! O melhor jeito é trocá-la de balde, para tirar o fermento. Ou seja, você va colocar apenas a cerveja em outro balde, deixando todo o fermento para trás. Depois coloque na geladeira, em temperatura abaixo de 5º, uma semana é um tempo legal. Aí depois é só engarrafar, com priming, esperar mais uma semana e a cerveja estará pronta para o consumo. Importante: Você pode adicionar o priming na cerveja gelada mesmo, mas depois tem que deixá-la em temperatura ambiente por uma semana.

  10. Klaus Richard Blümel Says:

    E aí Vergílio. Seguinte, comprei o kit 5 L na Lamas mas não veio o manual. Reclamei e não tive retorno. Então, não sei quanto e o quê de cada coisa. No vídeo, que já assisti muitas vezes, aparece 6g de lúpulo. Comprei o lúpulo Spalter Select com 5,4% ácido alfa e malte Pilsen argentino. Seria possível postar se pode ser com estes malte e lúpulo? E também quanto de malte, coentro, casca de laranja e fermento cervejeiro? Abraço.

    • Robson Vergilio Says:

      Klaus, vou verificar o lance do manual para você. Acredito que não tenha nenhum problema em usar este lúpulo pois ele tem uma faixa de ácido alfa bem parecida com da receita. E nem ao menos o malte argentino. Sua cerveja terá uma característica própria. 🙂

  11. Klaus Richard Blümel Says:

    E também a medida do refratômetro, Robson. Obrigado.

  12. Robson Vergilio Says:

    Pessoal, seguinte, abaixo a receita da Wit do vídeo:

    Segue a receita da Witbier de 5 litros:

    Maltes:
    Pilsen: 675 gramas
    Trigo: 360 gramas
    Viena: 60 gramas
    Aveia em flocos: 20 gramas

    Lupulo:
    Hallertau Mittlefrueh: 5 gramas a 60 minutos

    Especiarias:
    Semente de Coentro: 2 gramas a 5 minutos
    Casca de Laranja: 9 gramas a 5 minutos

    Fermento:
    Safbrew T58

    Fermentação:
    7 dias a 21 graus.

  13. JOSELITO DE OLIVEIRA FREITAS Says:

    como consigo falar por telefone contigo.???

  14. Jose enrique Says:

    Olá Virgilio,

    Seu trabalho é fantástico graças a ele tomei coragem para fazer minha cerveja por conta propria!!! Valeu! Vamos as duvidas

    Bom, estou indo para minha segunda brassagem(A primeira engarrafei ontem) no próximo sábado e claro ainda estou cheio de duvidas rsrs.

    Bom na receita que irei fazer pede-se 90 minutos de brassagem e 90 minutos de fervura do mosto, ou seja 30 minutos a mais em cada um dos processos. Obviamente a quantidade de evaporação será bem maior. Minha duvida é se deveria calcular uma quantidade maior de água para todo processo, e caso sim, qual seria essa quantidade.

    A receita é de uma Strong Golden Ale.

    Minha primeira leva (uma american pale ale) rendeu muito pouco, na hora de engarrafar rendeu cerca de 2,5 litros ( 6 garrafas de 330 e mais 1 de 500ml), fico com medo dessa leva render menos ainda.

    Outra duvida é em relação a aeração do mosto, varias pessoas estão me falando que por ser uma Strong Golden Ale ( Grande densidade) tenho que utilizar uma bomba de aquário para fazer o serviço, tenho mesmo, o que vc sugere?

    Segue receita, ao lado adaptações para 5 litros:

    Tipo: Belgian Golden Strong Ale
    País: Bélgica
    OG: 1080
    FG: 1014
    IBU: 31
    ABV: 8,5% (Sei que vai ser bem difícil chegar nesse valor mas chegando entre 7% e 7,5 ta valendo)

    Receita (20 litros):
    – 5kg de malte Pilsen – 1,67 Kg
    – 150g de malte Cararoma – 50 g
    – 60g de malte Cara-Hell – 19 g
    – 90 minutos a 66ºC
    – 90 minutos de fervura
    – 450g de candi sugar – coloquei 1kg de candi sugar (cor mais escura) – 112,5 g
    – 540g de açúcar – 135 g
    – 40g de lúpulo Styrian Goldins 4,25% AA (90 minutos) – Usei Hallertauer Tradition – 13,5g ( Uso total, contato as 2 adições)
    – 14g de lúpulo Styrian Goldins 4,25% AA (15 minutos) – Usei Hallertauer Tradition- 7 g ( Uso total, contato as 2 adições)
    – 14g de lúpulo Saaz (15 minutos) –
    – 14g de lúpulo Saaz (3 minutos) –
    – 1 pacote de levedura T-58 – 2,9 g
    – 1 semana fermentando a 22ºC
    – Trasfegar pro segundo balde

    Abraço e muito obrigado

    • Robson Vergilio Says:

      Olá José Henrique, vou tentar responder da forma mais clara e simples possível:

      Sobre a água: Provavelmente terá problemas com o volume final sim. Minha dica é aumentar a agua na lavagem. Ao invés de 1,5 litros, use 2,5 litros para lavagem. Com isso você iniciará a fervura no limite da panela, aproximadamente 7 litros. Mas capriche nessa lavagem. Se a OG ficar baixa, corrija adicionando um pouco mais de açúcar.

      Esta OG é bem alta, realmente você irá precisar de uma boa aeração. Caso não tenha a bomba de aquario, transfira o mosto já resfriado de um balde para outro (ambos muito bem sanitizados). Repita a manobra umas 10 vezes, isso devolverá bastante O2 para o mosto. Além disso inocule o fermento quando o mosto estiver com aproximadamente 20 graus.

      Mais uma dica: aumente um pouco a quantidade de fermento, coloque algo em torno de 4 gramas. Além disso, recomendo uma ativação do pó. Faça isso em 300 ml de água filtrada e fervida, mas cuidado, só despeje a levedura depois que essa agua estiver fria. Pode por na geladeira para ajudar.

      Acho que é isso! Qualquer dúvida é só chamar.

      Abraços

      Robson

  15. Jose enrique Says:

    Obrigado Virgilio!! Abraço!

  16. Marcos Paulo Says:

    Parabéns pelo vídeo e pela receita!
    Fiquei com dúvidas em relação ao processo do priming, quantas gramas de açúcar você utilizou por litro?
    Você diluiu o açúcar em água ou colocou direto na cerveja?
    Mais uma vez parabéns!

  17. Otavio Barros Says:

    Olá Robson! Muito bom seu vídeo, tão bom que animei a fazer minha primeira cerveja. Comprei um kit de 5 litros da APA no Lamas, fiz o processo até a fermentação aparentemente da forma correta, fiz o teste do iodo, resfriamento e a OG = 1.055 (conforme a receita) etc… Porém, iniciei a fermentação (5g – US-05) por volta das 19h, só consegui perceber borbulhas no airlock por volta das 10h do outro dia (pode ter começado mais cedo, eu acordei às 10h), e ficou fermentando (borbulhando) o dia todo, mas no outro dia já não havia borbulhas. Isso é comum? devo continuar a fermentação até completar 7 dias?

    • Robson Vergilio Says:

      Otavio, muito comum esse fato. Mas isso não quer dizer que a fermentação acabou. Geralmente as bolhas duram de dois a tres dias mesmo. Uma serie de fatores podem explicar esse fato, mas quase sempre a principal causa do fim das bolhas é a má vedação dos baldes. Fique tranquilo, sua cerveja esta trabalhando e sem riscos maiores. Depois conta como ficou.

  18. Marcio Says:

    Robson,

    Muito bom o seu vídeo e me incentivou a comprar a panela no Lamas. Já faço brassagens de 40 litros. Porém, quero testar novas receitas por um baixo custo. Contudo, surgiu uma dúvida. Qual material usar como grain bag?

    Soube do voil sintético , mas não aguenta altas temperaturas (informações da vendedora na loja de tecidos), outra, qual o material que você usou no vídeo?

    abraços,

    Márcio

    • Robson Vergilio Says:

      Marcio,

      Cara, acho que essa vendedora te passou informação errada. Veja, voil para cortinas…. o material é anti-chamas! Aguenta bem o calor.

      • Marcio Says:

        Robson,

        Realmente a vendedora não conhece os produtos que vendem, pior que é coordenadora de vendas (impressionante). De qualquer maneira, ontem fiz um teste com a panela, joguei o voil e deixei chegar aos 100 graus. não ocorreu qualquer deformação, mesmo em contato com a panela. Obrigado pela orientação.

        abraços

  19. Vinicius Borges Says:

    Olá Robson Vergilio,
    Antes do processo de engarrafamento, é necessário adicionar qual produto para a formação do gás ?

  20. Leonardo Gariglio Daher Says:

    Olá Vergílio, parabéns pelo trabalho. Comprei o kit Lamas 5 litros e fiz minha primeira brasagem sábado. Foi muito irado e pela primeira vez senti os aromas da cerveja. O gosto do malte é muito bom. Está fermentando dentro de um cooler com garrafas congeladas pois em Vitória-ES a temperatura ambiente é de 28/30 graus. Usei fermento t 58 e esta numa temperatura de 18 a 24 graus. Posso fechar o cooler ou tenho que deixar uma fresta??? Tenho que completar o nível do airlock se baixar demais???usei alcool 70 e respeitei o limite. Abração

  21. josè manoel neves Says:

    Virgílio, belo trabalho. Muito bom para que quer começar a fazer cerveja. Tenho uma dúvida na composição da WIT do filme. Quantas gramas de fermento? Somente 5 (6 no filme) gramas de lúpulo? Posso usar aveia em pacote (Quaket)? abç José Manoel

    • Robson Vergilio Says:

      Fermento: de 3 a 5 gramas. No vídeo foi no “olhometro”, meio pacote. No filme usamos 6, foi uma falha técnica, rss. Mas o coreto desta receita são 5 gramas mesmo. Sim, aveia em flocos, de mercado mesmo.

  22. Adilson Camacho (@arocamacho) Says:

    Boa tarde, Robson Vergílio! Estou com um problema: se eu colocar o saché inteiro (10g) em 5l estrago a cerveja? Comprei o Kit dos Lamas (sua dica) e ainda não acertei… no sabor! Agradeço retorno, abraço

    • Robson Vergilio Says:

      Você esta colocando 4 vezes mais que o necessário, se você não fizer depois uma boa maturação, certamente sua cerveja terá aroma e sabor de cerveja. Não tem problemas, mas exige outros cuidados.

  23. hugo pereira Says:

    Ola. O video está muito bacano. Uma duvida, depois de engarrafada cerveja quanto tempo depois é que se pode beber?

    • Robson Vergilio Says:

      De 10 a 15 dias.

      • hugo pereira Says:

        Será a minha primeira cerveja, tenho uma panela de 11l com escorredor, vou seguir o seu video. Uma coisa que não sabia era que se tinha que meter açúcar na garraja, e vou utilizar garrafas de 0,50cl, quanto de açúcar tenho de meter na garrafa de 0,50?. Alguma advertência para um principiante.

      • Diego Biscaia Says:

        Hugo, pelo o que eu pesquisei é de 4g-6g de açúcar por Litro de cerveja. É só fazer os cálculos e boa.

        *a quantia é essa, se quer ela com bastante “gaz” você coloca o limite de 6g por litro senão, põe menos. É questão de gosto eu acho e também de estilo se você quer seguir um estilo a risca.

        Cuide para não pode acima da quantia indica senão a garrafa explode mesmo devido a quantia de gás gerada dentro dela!

  24. Diego Biscaia Says:

    Robson no finalzinho do vídeo você fala que é só deixar fermentar e depois engarrafar. Nessa receita não tem todo aquele esquema de Priming e maturação como foi falado nesse post aqui:

    http://www.lamasbier.com.br/2013/12/a-importancia-da-maturacao.html

    Aguardo sua resposta para minha dúvida! Ótimo vídeo, achei show de bola.

  25. Diego Biscaia Says:

    Robson, mais um pergunta simples: onde encontro o Star San no Brasil?

    Abraço e sucesso!

  26. Marcelo Leite Says:

    Olá Robson, parabéns pelo vídeo! Gostei tanto que já encomedei meu kit de 5l no Lamas. Meu kit ainda não chegou mas eu gostaria de tirar algumas dúvidas.

    – Comprei um kit IPA Porcaria para 5l no Lamas, qual a quantidade de água primária e secundária que devo utilizar?

    – comprei o caldeirão com o fundo falso, diferente da panela que usou no vídeo, o processo de mexer com a colher é o mesmo durante a mostura? A recirculação é da mesma forma, 10 a 15 vezes com o a jarra?

    – como fazer a lavagem sem usar o Grain bag?

    Obrigado.

    • Robson Vergilio Says:

      Não sei exatamente o que esta receita diz, mas basicamente: COmece com 6,5 litros de água. O processo é exatamente o mesmo, mexa sempre que ligar o fogo, e recircule de 10 a 15 vezes, até clarear o mosto. A lavagem: Você terá que retirar o mosto pelo registro, despejando-o no balde fermentador, e fazer a lavagem normalmente.

  27. Bruno Necchi Says:

    Parabéns pelo vídeo Vergilio!!

    Muito esclarecedor, agregando ótimas dicas e mânhas que não encontramos nos manuais ou nas receitas por ai.

    Já faz muito tempo que queria fazer o curso para fazer cerveja, mas nunca deu certo. Na semana passada criei coragem e comprei o kit de 5L (Blond Ale) dos Lamas e fiz minha primeira brassagem nesse final de semana. Foi uma pena encontrar seu vídeo somente depois da epopeia!

    Pelas suas dicas, percebi que cometi alguns erros:

    – Recirculação: Creio que por falta da válvula no fundo da panela não consegui fazer a recirculação corretamente e meu mosto ficou muito escuro. Tentei fazer retirando o mosto por cima, mas não deu muito certo. Estou pensando em colocar a válvula na minha panela, qualquer válvula esférica de metal serve? Ou precisa ser alguma especial para suportar a temperatura? Vi que a da sua panela se parece muito com as válvulas de gás (GLP).

    – Trub: Percebi que ao retirar o saco, um pouco de malte vazou para o mosto. Até fiz o whirpool depois da fervura, mas acabei mexendo o mosto ao resfriá-lo e para ajudar, também esqueci de filtrar ao transferi-lo para o fermentador. Acabei transferindo trub junto com o mosto para o fermentador.

    – Fervura: A princípio haviam de 6 a 7 litros na panela quando iniciei a fervura, respeitei os tempos, mas deixei o fogo muito alto e a água acabou evaporando além do necessário. Um densímetro evitaria esse problema? Poderia ter corrigido adicionando mais água?

    De acordo com as bolhas no airlock, parece que a fermentação está correta. Estou preocupado com o fato da receita ter ficado com a metade do volume esperado. Será que vai ficar muito forte? Devo deixar maturar mais tempo? Alguma dica para amenizar os erros e a cerveja ficar menos pior?

    Estou pensando em ariscar mais 5L no próximo final de semana. Acho que esse negócio de fazer a cerveja também VICIA!!!

    Abraço.

    • Robson Vergilio Says:

      Esses “problemas” acontecem na primeira brassagem. Mantenha-se firme que logo dará tudo certo.

      O fogo alto é realmente um problema, é possóvel sim corrigir o volume durante a fervura, e o densimetro acaba sendo fundamental para você não cometer nenhum erro.

      Se ela vai forte? não sei, provavelmente encorpada, rsss.

      Uma boa maturação ajuda qualquer cerveja, deixe ela na geladeira por uns 20 ou 30 dias, e com certeza terá uma ótima cerveja.

  28. lincoln Says:

    Fala Robson!
    Primeiro, parabéns pelo vídeo. Muito bacana para quem está iniciando no mundo da fabricação de cerveja caseira, que é o meu caso.
    Desculpe, caso minha dúvida seja muito de iniciante… Comprei o kit de 5 litros, do Lamas. Ainda não estou com ele em mãos. Mas, minha intenção é usar fundo falso e fazer brew in a bag. Alguma dica para eu fazer a recirculação, já que terei apenas uma panela e o kit fermentador?

    Grato!

  29. Rodolfo Pessoa Says:

    Olá Vergilio! Muito obrigado pelo excelente video.
    Só fiquei com uma duvida com relaçao ao priming. No video voce adicionou o acucar direto na garrafa mas no kit de 5l q comprei no Lamas veio um pózinho branco, este seria o priming já pronto? Como eu o utilizo??

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: