Cerveja de Galão: Mais simples, impossível!

Campinas (alguém precisa de um redator para fotonovelas?) Seguinte pessoas, atendendo às inúmeras solicitações na página da Confraria do Galão, resolvi fazer esse tutorial, passo a passo, com muitas fotos, destinado a quem quer iniciar no mundo das levas de 5 litros. Fui fazendo e fotografando, o post está em ordem cronológica dos procedimentos que eu adotei. A cerveja produzida foi a mais simples possível, uma “Single malt, single hops” ou seja, usei apenas um tipo de malte, e um tipo de lúpulo. É claro que são técnicas básicas, mas lembrem-se: Estou escrevendo para iniciantes. Vamos lá então:

A receita:
a receitaForam utilizados 1,6 kilos de malte Pale Ale, 15 gramas de lúpulo Cascade e 3,7 gramas de fermento US05. Além de 8 litros de água mineral. Foto abaixo.

1 ingredientes

Vamos começar pela montagem da panela. A foto abaixo não precisa de muita explicação, mas mesmo assim vamos lá: Coloquei a panela no fogão e liguei na bomba, certo?  PS. Já coloquei 6 litros de água nela.

1

Depois coloquei o cesto de grãos (na verdade o cesto do macarrão)…

2…que ficou assim:

3Bonitinho né? Ok, agora vem uma parte meio chata, que é a colocação do voal ou do grain bag no cesto. Colocar este elemento é fundamental. Os furos da espagueteira são grandes, sempre acaba escapando um grão ou outro. Essa colocação é facil, mas tem que ser cuidadosa: Coloque o voal sobre a panela, uma peça de 50 X 50 cm basta, mas teste ai na sua espagueteira o melhor tamanho….

4 …depois, com a ajuda da escumadeira (é isso mesmo?) vá “afundando” o voal, deixando-o bem adaptado ao fundo do cesto….

5…. e finalmente, dê uma caprichada escondendo as sobras dentro da panela, isso evitará acidentes. Mesmo o voal tendo uma proteção anti-chamas, ele pega fogo sim. CUIDADO para não deixar nenhuma sobra que possa ser atingida pelas chamas do fogão.
Na foto abaixo, dá para perceber a instalação da sonda do termômetro. Ele foi colocado na saída da mangueira de recirculação. Fica mais fácil manter uma temperatura mais homogênea em toda a panela.

6

Neste momento perdi minha ajudante, que resolveu dormir na caixa da espagueteira.

7

Enquanto a água esquenta, até atingir os 68°, separei os lúpulos para as 3 adições.

8

Três adições prontas: Uma no início da fervura, outra aos 30 minutos de fervura e outra aos 55 minutos de fervura (ou a 5 minutos do final da mesma). Dica: As receitas indicam o tempo total de fervura do lúpulo, quando vemos, por exemplo, “adição de lúpulo a 5 minutos…” isso quer dizer que é a 5 minutos para o final da fervura, e não 5 minutos depois do início da mesma. Dica boba, mas que, quando comecei a fazer cerveja,  levei um tempinho para entender.

SAM_0678Enquanto esse processo todo ocorria, eu também tomei duas providências: A primeira foi separar e ferver uma xícara de água (150 mL mais ou menos) e a coloquei para esfriar em uma caneca sanitizada. Depois, em outra caneca, coloquei uma colher e um copinho descartável de café imersas em sanitizador. Isso tudo para ativar o fermento mais adiante:

preparando o fermento 1Depois de alguns minutos, uns 20 minutos (usei Star San para sanitizar) eu tirei o copinho da imersão e o pendurei na ponta da espátula E NÃO COLOQUEI MAIS A MÃO NELE.

preparando o fermento 2

Ah… também coloquei em imersão (no sanitizante) o airlock e a rolha do garrafão.

15

OBA!!!! A água atingiu os 68°, hora de colocar o malte.

11

Hum… Fud@#u, não vai caber! Claro que vai, pegue a escumadeira (palavra feia) e ajeite os grãos (afunde-os) até ficar com essa aparência:

12

Papinha pronta,  vamos colocar o escorredor…..

13

…  e deixar assim, por uma hora, mantendo a temperatura em 68°.” Ah Seu Vergilio, mas na foto abaixo a temperatura ta marcando mais de 68…” eu sei… e não há problema, o lance é manter uma faixa entre 66° e 69°, até porque os 68° exatos o tempo todo é quase impossível. Dica: Chegou a 69°, desligue o fogo…. baixou para 67°, ligue de novo, e faça isso por uma hora. É bom para testar a paciência.

14

Uma hora depois temos o que pode ser a manobra mais complicada de todas: Escorrer os grãos! No fundo isso é simples, basta retirar o cesto de dentro da panela…..

17

… colocar o escorredor (esse da foto acima) na “boca” da panela, e apoiar o cesto nele, como na foto abaixo:

18

Cute cute não? Enquanto escorre, pode ligar o fogo, para dar início à fervura. Estão vendo aquela chaleira da patroa ali atrás? Então, nela eu tenho mais 2 litros de água a 68°. Com essa água eu vou fazer a “lavagem meia boca dos grãos“. Como? Com a ajuda da maldita escumadeira que eu ainda acho que se escreve “espumadeira“.

19

Bem simples né? Bastas despejar a chaleira em cima da colher grande com furinhos, fazendo tipo um chuveiro, espalhando a água por toda a cama de grãos. Essa etapa deve ser feita o mais devagar possível, para a água escorrer bem devagar mesmo. Não tenha pressa, teste sua paciência no nível 2.

25

Enquanto você espera o início da fervura, deixe o cesto escorrendo mais um pouco em outra panela, sempre rola  um chorinho, que depois colocamos na panela. Enquanto isso  vamos ativar o fermento. Lembra daquele copinho pendurado na ponta da espátula? Aquele sanitizado que você não tocou? Então, é ele.

20

No copinho, despeje de 3,5 a 3,7 gramas de fermento em pó. No caso desta receita, o US 05. “Ah Seu Vergilio, e o que eu faço com o resto do saquinho?“. Eu respondo: Simples, tire o ar do envelope apertando-o como se faz com a pasta de dentes, dobre a ponta como na foto abaixo….

21

….e “lacre” com fita adesiva. Eu não achei a minha fita adesiva favorita, logo usei meu folder adesivo mesmo. Lembrem-se, eu faço Rótulos! Sou especialista na criação e desenvolvimento de rótulos cervejeiros. Para consultas ou orçamentos, ou ainda para ter o melhor rótulo do mercado, me escrevam solicitando um orçamento. Meu email é robson@vergilio.com.br. Com fita adesiva, já guardei, na geladeira,  fermento por mais de 30 dias sem problema nenhum. Com a fita especial R76 (meu folder), esse prazo deve ir para uns 90 dias.

22

Outra coisa que andava meio esquecida, era aquela xícara de água fervida. A esta altura, ela já esfriou, deve estar com uns 25 graus, temperatura ambiente. Despeje o copinho de fermento seco nela.

23

Com a espátula sanitizada, agite até ficar uniforme e dissolvido.

24

Êhhhh, começou a ferver!

25 27

Adicione a primeira leva de Lúpulos, aquele dos 60 minutos. Não esqueça de ligar o cronômetro. Daqui 30 minutos você fará outra adição de 5 gramas, e depois de mais 25 minutos, a adição final.

26

A foto acima não quer dizer nada, é apenas para mostrar que eu tenho uma luminária em cima da panela.

Agora começa a parte monótona de se fazer cerveja, não tem muito o que fazer a não ser deixar ferver por uma hora e coçar o saco enquanto isso… Mentira!!!! que tal irmos adiantando a louça????

28

A fervura está  no final já, o tempo passou com a “ter a pia“….. Ao final da fervura, faça movimentos circulares com a colher dentro da panela, para depositar os “sedimentos lupulares” (bonito isso) no fundo da panela. Use uma colher “prástica“, eu usei a de metal…Cagada!…. riscou toda a minha linda panela de aço inox.

29

Pode deixar a panela uns 5 minutos no fogão depois da fervura, isso vai facilitar na hora de pegar as alças e levar para o resfriador:

30

Belo resfriador não? Então, eu o aproveito para lavar a bomba também.

31

Esses vermelhinhos são uns “squezzes” que eu mantenho congelados, ajudam nessa hora. O gelo é consumido rapidinho, mas em 15  minutos chegamos à temperatura ideal.

32

Depois que nosso mosto atingir 23° é hora de colocarmos no “fermentador”. Eu uso um filtro de café no funil (sanitizado também) para segurar o trub. Demora um pouco mais, mas assim eu garanto que não vai cair nenhum pedaço de lúpulo dentro do fermentador.

Depois de cheio, eu fecho o fermentador, dou uma agitada nele até fazer espuma, abro e coloco a rolha com o airlock.

33

E pronto! Agora é só esperar uns 10 dias e eu volto aqui para contar o resultado da fermentação.

169 Respostas to “Cerveja de Galão: Mais simples, impossível!”

  1. antoniopdm Says:

    Muito bom cara! Parabéns pele iniciativa e pelo tutorial…
    Deu até vontade de começar! rs

  2. rafaeldx7 Says:

    Excelente! Acho que agora eu consigo fazer cerveja em casa!

    Uma dúvida: A fermentação vai ser feita na temperatura ambiente?

    • Robson Vergilio Says:

      Sim, vou fermentar sem contralar a temperatura. Vamos ver no que dá!

    • rafaeldx7 Says:

      Eu ainda estou iniciando o estudo sobre fabricação de cervejas, mas imagino que isso não seja possível em todos os estilos. Esse estilo especificamente facilita a fermentação sem controle de temperatura?

      • Robson Vergilio Says:

        Rafael, você tem razão, uma Lager, por exemplo uma pilsen, é impossível fazer sem controle de temperatura. A idéia deste post foi fazer uma cerveja bem básica, sem muitas “traquitanas” cervejeiras. Aos poucos vou colocando posts com receitas mais complexas pra galera acompanhar. O lance agora é ver o povo começar a fazer cerveja. E esse é um ótimo e barato começo. Vai despertar a paixão do homebrew em muita gente.

  3. Celso Esteves Says:

    Obrigado. Ótimas dicas e um texto muito divertido. Meus problemas de espaço foram resolvidos. Abraços. Celso Esteves

  4. Carlos Silvestre Says:

    Amigos, boa tarde. Onde eu compro o grain bag?

  5. Derso Says:

    Excelente tutorial, mais informativo impossível.
    Já me aventuro nas panelas produzindo 20 litros de cerveja artesanal por leva, mas essa ideia de fazer apenas 5 litros parece muito boa para testar novas receitas.
    Abraço

  6. Tutorial para cerveja na panelinha | Rotenfuss Bier Says:

    […] Cerveja de Galão: Mais simples, impossível! […]

  7. Rafael Says:

    Esqueceu de dizer que colocou o fermento junto com o mosto no fermentador hein..hehehe

  8. Thiago Kling Says:

    Olá, muito bom a sua postagem.

    Estou pesquisando para começar a minhas bateladas, vi você falando sobre o voal, se você coloca-lo antes do escorredor, para que então o escorredor o fixe, não pode? ficaria mais fácil para estica-lo!

    acho que antes de montar meu equipamento para 20lts tentarei algo assim!

    Parabéns pelo post e obg.

    Posso adicionar o seu site ao meu?

  9. carlos frederico Says:

    bom demais……é mais ou menos como pensei em fazer a minha…também estou iniciando pelas levas de 5 litros.

  10. Fabiano Says:

    Muito bom mesmo. Pode parecer trivial para quem conhece, mas para iniciantes como eu é perfeito. Eu estou adquirindo os equipamentos básicos e vou me aventurar em breve. Se der, coloque fotos do engarrafamento e do resultado. Alguém comentou sobre o grain bag, eu pensei em usar um saco de pano de chão mesmo. Teria algum problema? Sobre o Facebook, não sei o que aconteceu, mas antes eu conseguia acessar mesmo sem ter conta e agora não. Eu consigo acessar o FB do Lamas, por exemplo. Agradeço muito se der para disponibilizar este acesso. Abraços

    • Robson Vergilio Says:

      Saco de pano de chão? Ta ai!Mais uma solução Galoneira, rss. Acho que funciona sim. Vou testar aqui na póxima leva.
      Vou verificar o que acontece com o FB, mas deve estar bloqueado mesmo, alguma configuraçãozinha boba.
      A propósito, visitei seu blog anteriormente e parabéns pelo trabalho. Eu arranho uma guitarrinha também e enlouqueci com o trabalho. Um dia vamos trocar figurinhas musicais e cervejeiras. Abraços.

      • Fabiano Says:

        obrigado Vergilio. Eu toco mal baixo e guitarra. Resolvi aprender a construir instrumentos como hobby e pra ficar perto da música. Se eu puder ajudar em alguma coisa, me avise. Abraços

  11. Daniel Lopes Says:

    Vergilio, muito bom o seu tutorial. Estou montando um laboratório experimental para fazer cervejas sem glúten e o seu post esclareceu várias dúvidas que eu tinha, inclusive gostaria de publicar uma versão adaptada para celíacos no meu blog cervejasemgluten.wordpress.com, se você permitir é claro. Parabéns e Abraços.

  12. Renan Wagner Says:

    Cara, muito bom o tutorial. Qual bomba você usa na recirculacao? Não achei nenhuma pra temperaturas mais altas. Valeu

  13. Eduardo Says:

    Amigo, depois de colocada no garrafão para a fermentação, você deixa ela em que ambiente (luz, temperatura, movimentação, etc) ?

    • Robson Vergilio Says:

      Eduardo, geralmente eu mantenho dentro de uma geladeira com temperatura controlada, sem mexer. Mas neste caso específico, estou deixando guardada sob a pia, longe de luz, e em temperatura ambiente. E não estou mexendo no garrafão, para deixar o fermento decantar bastante mesmo. Não deve-se ficar mexendo no fermentador… deixo ele trabalhar quietinho.

      • Eduardo Says:

        Ahmmm.. entendi. É que aqui onde moro (Campo Grande/MS) é meio calor.. sabe como é neh ?! Rsrsrs… mas será q dentro da geladeira não terá problema com a levedura?

      • Robson Vergilio Says:

        Seguinte: Geladeira com controlador de temperatura, para mantê-la a 17°. Quando eu ainda nao tinha o controlador, colocava o balde/galão dentro de uma bacia com água, e colocava duas forminhas de gelo por dia, com isso conseguia manter a água, em local longe de sol ou outra fonte de calor, na casa dos 20°. Trabalhoso né? mas foi a solução da ápoca.

  14. Eduardo Says:

    Outra pergunta…. o saco de voal, você usa uma vez só e joga fora? Ou lava e sanitiza pra reaproveito em outras brassagens ?

  15. Eduardo Says:

    Robson! Conta pra nós aí!!! Já ficou pronta? Já degustou? Rsrsrs

  16. André Passaroni Says:

    Robson, são de iniciativas como esta e como a do Breja do Breda, onde ensina a fazermos alguns equipamentos sem ter a necessidade de ir atras dos impostados(http://brejadobreda.blogspot.com.br/2013/02/cerveja-no-barril-6.html ) é que nos precisamos para iniciarmos como cervejeiros amadores, a sua iniciativa é fantástica e está de parabéns !!! não deixe de postar o evasamento.

  17. blog do Antonio Augusto Says:

    Robson, boa noite. Gostei muito da idéia e estou no propósito de cortar as receitas pela metade e fazer somente 10 litros, o que já é muito para cerveja caseira. Gostaria de saber como você faz a recirculação com esta bombinha de aquário, tendo em vista que a temperatura máxima é de 35graus, conforme o anúncio do ML. Acho que esta técnica é muito boa. Saudações.

    • Robson Vergilio Says:

      Antonio Augusto, eu realmente não tive problemas ainda com super aquecimento ou qualquer coisa parecida na recirculação com esta bobinha. Ela esquenta? sim, esquenta, mas vai de boa… Porém alguns “galoneiros” andaram comentando que as bmbas travaram…. Acredito que o “meu segredo” foi o isolamento com silicone, onde eu deixei o mosto em contao com uma área bem pequena na bomba. Estou devendo um post de adaptação desta bomba, mas o tempo esta curto, mas em breve o farei!

  18. eduatletico Says:

    Róbson… esse fds estava lendo umas postagens em uns blogs cervejeiros e fiquei com uma dúvida… essa receita, na hora que eu for engarrafar, preciso fazer priming (ou carbonatação com co2) ?

    • Robson Vergilio Says:

      Tanto faz… essa receita eu vou de priming mesmo. Vou engarrafar hoje, depois coloco um post!

      • eduatletico Says:

        Certo…. mas minha principal dúvida é: Toda e qualquer receita, quando for engarrafar, É OBRIGATÓRIO fazer priming (ou carbonatação) ?

    • Robson Vergilio Says:

      Sim! Toda e qualquer receita é obrigatório algum tipo de carbonatação. É este procedimento que dará o “gás” da cerveja e fará a tão desejada espuma. Se não fizer este procedimento, teremos cerveja “choca”.

      • eduatletico Says:

        Entendi !! Então aguardo hoje (ansiosamente!) o post do engarrafamento e como fazer o priming !!! Abração !

  19. Cerveja de Galão: Engarrafando! (Com Brinde) | VERGILIO Rótulos Especiais Says:

    […] Batman (refletindo sobre a sobriedade. Ela é necessária?) Galoneiros e Galoneiras, depois do post Cerveja de Galão: Mais simples, impossível!, vamos agora engarrafar a criança.  Vamos começar preparando os […]

  20. eduatletico Says:

    Esqueci de perguntar: o fermento, vc colocou depois de encher o garrafão ou antes?

  21. eduatletico Says:

    Róbson… não to conseguindo encontrar por aqui… onde vc encontrou o registro 3/8 pra adaptar na panela ? Eu até comprei um… mas naum serve… pois naum tem porca e teria q mandar fazer a rosca direto na panela (pois não existe essa porca pra vender aqui)… se possível, me de o nome da loja onde vc comprou… quem sabe eu arranje na internet algum parecido…. valeu !

  22. André Passaroni Says:

    Bom dia Robson, posta como foi feito o isolamento da bombinha de aquário para utilizar dessa maneira.

    Abs

  23. Eduardo Says:

    Róbson…. lá vem eu de novo.. hahaha…. seguinte… será q se eu fermentar a cerveja dentro de um barrilzinho daqueles de Heineken (bem sanitizado) não teria problema? Pergunto pq tenho 4 lá em casa.. aí além de “ficar mais bonito”, eu acharia utilidade pra eles ! Rsrsrs

    • André Passaroni Says:

      Eduardo, essa matéria acho que pode te ajudar http://brejadobreda.blogspot.com.br/2013/02/cerveja-no-barril-6.html

    • Robson Vergilio Says:

      Eu tenho algumas restrições a reutilização destes barris… Se vc reparar eles enferrujam muito facilmente. Seguindo este tutorial do Breda, ao remover a “tampa” superior, acabei riscando o barril coma chave de fenda…. no dia seguinte já estava enferrujado. Meses atrás reutilizei algumas vezes um de Skol… depois resolvi abri-lo para ver como estava por dentro, e ele estava simplesmente nojento, todo amarelado. Sei lá… essas coisas não foram feitas para durar eternamente, são descartáveis. Se a idéia é praticidade, use Pets de 3 litros, mais fácei e baratas de encontra. Faça só uma tampa e troque a garrafa.. no site do Breda tem como fazer com pet tb.

      • eduatletico Says:

        Então… eu tenho 3 desses…. 2 de Heineken e 1 de Krombacher…. os de Heineken estão perfeitos. Eles tem um verniz…sei lá… coloquei uma lanterninha dentro e estão perfeitos… agora… o de Krombacher, SEM CHANCE! Super enferrujado… só dá pra usar como apoio pro balde pra encher as garrafas! Rsrsrs.. eu acredito q os de Heineken de pra usar umas 3~4 vezes sem problemas… ACHO… vamos ver

    • Robson Vergilio Says:

      eles tem vida curta mesmo. Eu estou fazendo um teste aqui, para um barril de 5 litros eterno…em breve dicutiremos os resultados, rsss.

  24. André Passaroni Says:

    Acho que vi em algum post da acerva Paulista alguém falando bem sobre esse kit http://www.cervejartesanal.com/produto/equipamento/mini-barris/kit-de-barris/.

    Seriam esses que durariam bastante tempo ??

    Abs

  25. Marcos Vinicius Says:

    Vendo as fotos fiquei com uma dúvida: a bombinha de recirculação fica ligada direto durante a brassagem? Porque quando a gente recircula usando a jarra isso só é feito depois de cumprido o prazo de brassagem, certo? Qual seria a vantagem de recircular continuamente?

  26. Corradine Says:

    Olá Vergilio,
    Parabens pela iniciativa! Você usa o Beersmith? Se sim, poderia postar os parametros da panelinha nk software?

    Obrigado e um abç

    Corradine

  27. Examining Immediate Packages For cookware Says:

    Also, the exact exact same materials will not normally perform correctly for each cooking system.
    – Celebration supplies – Numerous graduation events get area during this month, so this can be a good time for you to
    stock up on party goods.

  28. José Carlos Goncalves Says:

    Olá Vergilio, primeiro preciso agradecer seu post. Está MUITO BOM!! Já li e reli diversas vezes e ele está me encorajando muito.Estou comprando os equipamentos e fiquei com duas dúvidas. O termometro que vc usa me parece do DealExtreme, não tem problema o sensor ser de fio ?? Não há risco de contaminação, ou vc fez alguma coisa para lacrar o sensor ?? E com relação a bomba, é de aquário, não ? Ela não deveria trabalhar submersa ? Não super aquece ? Muito obrigado pela iniciativa.
    José Carlos

    • Robson Vergilio Says:

      Obrigado pelos elogios, isso me estumla a continuar ajudando o pessoal. Mas vamos lá: Termometro. Sem stress, eu acho inclusive mais prático que os tradicionais. Uso ele normal, sem lacrar nada, nunca tive problema de contaminação. Qual o seu medo exatamente? Bomba de aquario sim, esse é um problema que ainda não tenho resposta. A minha bomba nunca deu problema, mas tem alguns relatos de bombas que não aguentaram uma única brassagem….. realmente não tenho parâmetros para avaliar. Por enquanto é isso, siga nossa página no facebook, /confrariadogalao, lá tem várias dicas e uma galera sempre ativa trocando idéias e conhecimentos.

      • Marcos Vinicius Guimarães Says:

        Vergilio, você ainda está devendo um tutorial de como lacrar a bomba de aquário!

      • José Carlos Goncalves Says:

        Vergilio, descobri agora a página do facebook. Ela é ÓTIMA !!! Estou matando minhas dúvidas todas. Já encomendei a panela, torneira, termometros, enfim daqui uns dias começo. Com relação ao termometro, meu medo era contaminação, mas vi que era exagero meu. A bomba é que ainda não sei como vai funcionar sem estar submersa, mas vi que o Tayler deixou ela dentro de uma bacia com água, deve resolver… Muito obrigado !!!

    • Fabiano Says:

      José Carlos, a bomba de aquário não é absolutamente essencial para começar a produção de cerveja na panela. Eu estou na minha quarta leva sem usar a bomba e com resultados satisfatórios. O que eu faço é lavar os grãos num balde com dois litros de água a 78º C para retirar mais um pouco de açúcar e depois junto essa segunda parte do mosto na panela para ferver. Robson, me corrija se estiver falando besteira. Abraços.

      • Marcos Vinicius Guimarães Says:

        Fabiano, você mergulha o saco de grãos nessa outra panela com água a 78C? E depois despeja essa água na outra panela? É isso?

      • Fabiano Says:

        Não exatamente. Quando termina a mostura, eu levanto o cesto + saco com os grãos da panela e deixo escorrer bem. Depois transfiro o cesto + saco com os grãos para um balde (sanitizado) e “lavo” os grãos com esses dois litros de água a 78º C. O cesto fica apoiado na parte superior do balde (não está mergulhado). Vou despejando a água devagar com o auxílio de uma concha para distribuir bem a água. Deixo escorrer novamente e junto essa segunda parte do mosto com o que já estava na panela para começar a fervura.

      • Marcos Vinicius Guimarães Says:

        É o modo tradicional mesmo. Mas aí pergunto: será que não seria melhor mergulhar por um tempo (5 minutos?) o saco de grãos na panela com os 2 litros de água a 78C? Seria mais fácil, com certeza.

      • Fabiano Says:

        Acho que não deve ter nenhum problema mergulhar o saco de grãos para fazer a lavagem. Não sei se influencia no sabor da cerveja ou se pode acentuar o sabor de taninos. Mais fácil com certeza.

  29. Flávio Brossi Says:

    Robson blz ???
    Se vc utiliza a bombinha, porque você tb faz a lavagem dos grãos. A bomba recirculando não seria para a lavagem constante dos grãos ???????

    • Robson Vergilio Says:

      Flávio, boa tarde, além de a lavagem, extrair ainda um pouco mais de açúcar, esse procedimento eleva o volume de água antes da fervura. No meu set, eu perco aproximadamente 2 litros com a evaporação. Com a lavagem eu elevo o volume de água para aproximadamente 7 litros de novo. Lembre-se que os grão absorvem bastante água.

  30. sadro josé dos santos Says:

    olá ,gostaria de saber como fazer esse tipo de cerveja mas sem álcool…

  31. Flávio Brossi Says:

    Fala Robson !! Blz ??
    Como você fez a adaptação do espigão na entrada da bombinha ?? Você pode me orientar ou me enviar alguma foto ?

  32. Guia definitivo para sua Confraria do Galão | Goronah Says:

    […] Como esses kits se popularizaram, cada vez mais chegam dúvidas aqui no blog sobre a produção ou o equipamento. Junto com a equipe do Lamas e Robson Vergílio, designer do kit cervejeiro vendido na loja, busquei juntar nesse artigo as principais dúvidas de todos que querem embarcar nessa aventura. Veja abaixo e, se ficar algum ponto não respondido, entre em contato com sua dúvida. Se quiser conhecer o passo a passo do processo, não deixe de ler os excelentes artigos do Rotenfuss Bier e do próprio Robson Vergílio. […]

  33. Marcelo Says:

    Robson a fermentação você faz na geladeira? Caso eu precise colocar ela na geladeira mas o galão não caiba na vertical, posso deitá-lo?

    • Robson Vergilio Says:

      Fermentação na geladeira: Eu uso geladeira, mas com controlador de temperatura, que eu mantenho a 17° para fermentação. Depois de fermentada, eu coloco a temperatura a 5° para maturar. Sobre deitar o balde… acho que vai vazar….. mais limpo tirar a prateleira da geladeira, rsss.

  34. Daniel Gross Says:

    Qual é o programa que vc utilizou para ter as quantidades dos insumos?(na primeira foto)

  35. Primeiros passos no mundo da cerveja | Dia de Cerveja! Says:

    […] muito na qualidade da cerveja. Mas espaço e dinheiro não é desculpa para não fazer, veja aqui como já fizeram cerveja em uma panela de macarrão! Eu comprei meus equipamentos e ingredientes na […]

  36. Machado Says:

    Amigo, aparentemente a bomba não foi usada no processo, estou certo? Se foi usada, em que momento?

  37. Leonardo Braz Says:

    Bom Dia Vergilio… Parabéns… comprei o Kit do Lamas..ontem comprei os insumos para fazer exatamente esta receita que você descreveu no post.. minha duvida é a seguinte… após os +- 14 dias fermentando.. você engarrafou certo? após engarrafar foi direto para a geladeira?? quantos dias após engarrafar vocÊ pode beber elas?? o resultado ficou satisfatorio.. Obrigado e Parabéns novamente pela iniciativa… Grande Abraço!!

    • Robson Vergilio Says:

      Leonardo, bom dia, seguinte: Engarrafei após os 14 dias. Depois de engarrafada, a cerveja ficou mais 7 dias em temperatura ambiente e só depois foi para a geladeira. Depois de gelada, pode-se consumir a qualquer momento., O resultado: Uma cerveja simples, de alta drinkability e grande aceitação geral.

  38. José Carlos Goncalves Says:

    Oi Vergilio, tudo bem ?? Me desculpe por estar aqui perguntando de novo, mas quero fazer minha segunda leva no sábado: uma Witbier. Em alguns fóruns li que é recomendado o fermento líquido da Bio4 (SY067). O que vc acha ?? Quanto devo usar para nossas levas de 5 litros ?? Obrigado pela ajuda !!!

  39. Ana Paula Says:

    Olá Vergílio, também comprei este kit de 5 L, e após a primeira brassagem, reparei que o uso de uma bomba de circulação pode fazer uma boa diferença… qual bomba é esta que vc está usando neste tutorial? Tem alguma indicação?
    Valeu!!

    • Robson Vergilio Says:

      Olá Ana, o pessoal esta usando bomba de aquário mesmo. Geralmente quanto menor a bomba, maior a durabilidade dela. Procure por aquelas bombinhas de fontes decorativas. Elas são perfeitas e bem baratas. Eu prometo que até o fim do ano pingarei um tutorial de como adaptar a bomba!

  40. Aurelio Says:

    Virgilio, qual é a bomba que você utilizou na recirculação?

  41. diego castanheira Says:

    virgilio, bom dia.

    Vou fazer minha primeira brassagem e estou com dúvidas:

    – Você utilizou 15g de lúpulo divididos em 60/30/5, esse lúpulo é de amargor ou aroma?
    – Tenho um equipamento para 10 litros, mas vou fazer somente 5 como experiencia, mas nao utilizo o saco de voal, posso fazer o procedimento de recirculação manual através de bazooka + fundo falso ultilizando seu tutorial?

    Parabéns pela iniciativa do site.
    Aguardo contato

    • Robson Vergilio Says:

      Este lupulo, o cascade, tem sua base a principal característica o aroma, mas como todos os outros lupulos, ele também confere amargor à cerveja. Com 40 IBUs, esta cerveja fica agradavelmente amarga. Pode seguir o procedimento sim, apenas adaptando ao seu equipamento. Atenção apenas na troca da panela…. se você usar apenas uma panela, será necessário esgota-la, retirar os grãos e voltar a cerveja para a fervura. Use o balde fermentador para esta manobra. Tire a cerveja, coloque no balde, lave a panela, devolva o mosto para ela e inicie a fervura.

      • diego castanheira Says:

        Mais algumas duvidas Robson;

        A respeito do primming, ao invés de eu adicionar o açucar em cada garrafa, posso pegar essa mesma quantia e adicionar de uma vez ao mosto antes de engarrafar?
        Essa receita sua, se eu for fazer para 20 litros, uma regra de 3 para cada ingredientes daria certo? Até mesmo para o fermento ou apenas 1 saquinho é o suficiente?

  42. Rodolfo Patane Says:

    Tem como exportar o arquivo do BrewMate e colocar online pra gente? ou no email? rodolfo@btk.com.br

  43. Alexandre Mineiro Says:

    Comprei uma panela de 22 litros e queria fazer 15 litros de cerveja mas não encontrei nada que falasse sobre essa proporção. Repito a pergunta do Diego Castanheira, uma “regra de 3” nos engredientes resolve ou teria uma quantidade específica de ingredientes para esta litragem. Onde poderia encontrar mais informações sobre isso?

  44. Concurso da Eisenbahn… É, esse ano não deu! Ou deu? | is beer Says:

    […] litros (ou 4 litros, ou 3 litros e meio), feitos no método de cerveja de galão, que já mencionei antes. Fica aqui as vantagens, que sempre falo pra galera: métodos mais rápidos e fáceis, […]

  45. Ayrdes Says:

    amigo, em primeiro lugar quero lhe parabenizar pelo trabalho! e segundo uma pergunta(desculpe a ignorância): não entendi quando vc menciona “bomba”…quando e para que vc a utiliza? outra questão(mais uma vez perdoe a ignorância),o malte vc coloca do jeito que vem? não precisa moer? obrigado

    • Robson Vergilio Says:

      Olá! A bomba é de recirculação. Ao invés de usar a canequinha para recircular, eu uso uma bombinha de aquário adaptada, facilita bastante o trabalho. O malte, em toda e qualquer brassagem, precisa ser moído. As melhores brewshops também vendem maltes moídos já. Se você não tiver o moedor, compre moido ja.

  46. Igor Muniz Says:

    Vergilio, bom dia! Parabéns pelo blog. Sem dúvida trata-se de uma iniciativa muito bacana para quem curte fazer cerveja em casa. Esse lance da espagueteira é genial, prático e objetivo! Gostaria de tirar uma dúvida com você. Quantos litros tem essa espagueteira? E, é possível fazer 10 litros de cerveja se eu conseguir uma espagueteira de 12 litros, por exemplo?

    Abraços,
    Igor

  47. Fabio Alexandre Treis Says:

    Boa Tarde, Parabéns pelo post, pergunto, como fazer furo na espagueteira, para colocar o registro e qual a altura do centro do furo até o fundo da panela? Tem algum link para este procedimento de furação da panela?

  48. Rodolfo Machado Says:

    Boa tarde Robson, tudo certo? Desculpe se minha pergunta possa ser repetida. Gostaria de saber se após os 10 dias de fermentação você também deixou ela maturando? Se sim, por quantos dias e em qual temperatura? Obrigado! Abraço!

  49. Rodolfo Machado Says:

    Outra dúvida! Qual o material para montagem do registro da panela? obrigado

  50. Ayrdes Says:

    Olá,ontem realizei minha primeira brassagem! APA, 5lts. Já está fermentando.apos a fermentacao,vc recomenda a maturação em outro balde com temperatura mais baixa ou “maturar” já na garrafa no geladeira? Por ser uma leva pequena fico pensando na redução do líquido a cada trasfega. Obg,

  51. Jesuino Orlandini Says:

    Boa Tarde. onde posso adquirir a espagueteira???

  52. Harley Says:

    Muito boa a iniciativa. Bem explicado o processo. Este filtro de café que usou no funil é de pano de algodão ou de papel? Filtrou todo o trub? Obrigado.

  53. Marcos Says:

    Bom dia Robson, parabéns pelo tutorial cara.
    Vi teu vídeo por ai e me animei de começar. Comprei o Kit de 5l no Lamas e tive 2 “surpresas”

    1) diz pra colocar o fermentador a 20º, mas no teu vídeo dizia que temperatura ambiente resolve… mas aqui no RJ geralmente a temperatura ambiente é > 30º…

    2) diz que a maturação deve ser a 10º, mas não tenho como colocar o fermentador na minha geladeira…

    oq vc me sugere ?

  54. Pegoraro Says:

    Bom dia
    Qual a sua página, site que dá mais explicações…facebook…(parece fácil, mas é difícil). ….quero tirar dúvidas quanto ao açúcar…fermento…o que é trub?
    Quanto custa para você comprar e me mandar todo o material pronto para produzir cerveja?

  55. André Celarinoré Says:

    Por ser uma leva menor (5L), o mosto fermenta mais rápido ou não tem nada a ver?
    Fiz uma brassagem pra teste, deu apenas 4L, deixei um dia fermentando e não há mais atividade no airlock

  56. Rodolfo Says:

    Boa noite Robson, tudo certo?

    Robson, fiz minha primeira brassagem na última sexta-feira, foi uma de trigo.

    Estou com uma dúvida. Em alguns sites vi que o pessoal leva a cerveja para maturação. Já em outros vi que este processo não é necessário na cerveja de trigo por ela ser uma cerveja “jovem” e portanto a maturação seria desnecessária.

    O que você sugere, fazer ou não a maturação numa weiss?

    Obrigado!

  57. esau Says:

    E como voce vai fazer pra engarrafar as cervejas depois? virar o galão? não vai cair muita sujeira?

    • Robson Vergilio Says:

      Tem que esperar decantar bastante. Uma boa maturação resolve o problema. Depois transferir para a garrafa com um sifão, ou com muito cuidado para não agitar os sedimentos.

  58. Fabio Says:

    Vergilio, tenho muita dificuldade no processo de filtragem, da retirada do mosto para o fermentador, acaba entupindo muito o coador pela quantidade de lúpulo no mosto. Você tem uma bazuca na panela? Posso colocar o lúpulo em saquinhos no processo da fervura? Poderias esclarecer esta etapa do processo. Tenho receio de contaminar a cerveja nesta etapa. Parabéns pelo blog.

  59. Alan Daniel Weiss Says:

    Alguém tem uma dica de modelo de espagueteira para comprar?

  60. Rodrigo Says:

    robson, você poderia postar outras receitas adaptadas? pois tentei adaptar uma receita de cerveja de trigo e o resultado não foi o esperado

  61. Fábio Demétrio Says:

    Robson, beleza suas dicas, já comprei a panela e alguns apetrechos, falta furar e queimar a primeira leva para ver o que falta, obrigado por compartilhar seu conhecimento.

  62. Marcelo Rodrigues Says:

    Robson, Primeiro parabéns pela iniciativa e detalhes no processo.
    Confesso que não li todos comentários, mas minha duvida é quanto a Maturação após a fermentação.
    Li em alguns lugares que após a fermentação se deve trocar de recipiente e deixar maturando por mais uns 15 dias em temperatura controlada, no caso da APA próxima a 10°. Você sabe sobre isso?
    Obrigado
    Abraço

  63. Rodrigo Carvalho Says:

    Robson, boa tarde. Qual o tamanho da spagueteira você usou? você tem as medidas para adaptar a torneira? Parabéns e obrigado

  64. Daniel Victoria Says:

    Estou fazendo cerveja seguindo os passos que você detalhou aqui. Agora uma dúvida. Odeio ficar lavando os saco de grãos. Solta um monte de cascas no apartamento. Será que daria para fazer a cerveja sem usar o saco de voar, usando apenas o fundo falso da panela de macarrão?

  65. jean carlo marra Says:

    Depois que deixou 10 dias fermentando, qual o próximo passo???

  66. jean carlo marra Says:

    Vou tentar fazer esta receita. Mas quero fazer a ceva de trigo, os lupulos vc divide as três doses iguais 5 g??

  67. jean carlo marra Says:

    Quando coloco para maturar depois engarrafo, posso engarrafar todo o liquido ou eu desfaço do que sobrar do fundo ou nao??

  68. Paulo Says:

    Caro Vergilio,

    Esse filtro de cafe de pano é fácil de achar?

    Obrigado,
    Abraço,
    Paulo

  69. Rose Says:

    Robson Vergilio onde encontro essa panela? ja vem com a torneira?

  70. raul Says:

    Graças a esse tutorial fiz minha primeira cerva. ficou dentro do padrão. fermentação ambiente a 28graus e 5 dias maturacão na garrafa.primming feito com sache de açucar. 5gramas em cada garrafa. gás ficou ótimo.

  71. Rafael Henrique Martins Marcondes Says:

    Boa tarde amigo.
    Grato pelo poste. Isso me foi muito útil. Estou pesquisando para a compra de meu primeiro kit.

    Tenho algumas dúvidas. Será que você poderia saná-las?

    *Que tipo de termômetro é esse que você usou?? Nunca tinha visto.
    *Se eu fizer SEM a recirculação, funciona?

    Caso NECESSITE, ou seja BEM MELHOR a recirculação:

    * Você mesmo furou sua panela? É difícil? Qual a distancia do fundo e que tipo de valvula usou?
    * Que bomba você usa? Ela cerve para caldeirões para levas maiores ou é de baixa potência?

    Desculpa a quantidade de perguntas, espero que você não se incomode.

    Graidão

  72. Rafael Henrique Martins Marcondes Says:

    E como ajudou amigo.

    Gratidão pela atenção e pelas informações.

    Grande abraço.

  73. Introdução + Pensamento | Malte no Caneco Says:

    […] Exemplo do processo, do blog do Vergilio Estou copiando algumas idéias deste blog para o meu equipamento. Blog com ótimas argumentações em relação ao BIAB, já que entendi que o tema é meio controverso (Blog em inglês), porém não deve ser difícil achar boas referencias em português. […]

  74. Adriana Sobon Says:

    Robson, boa tarde.
    Estou começando a estudar a fabricação de cervejas. Minha ideia é produzir chopp. E vou começar com uma estrutura pequena, dessa de 5 litros, até achar a receita que melhor se encaixa no perfil do público da choperia de um amigo.
    Minhas perguntas são:
    1- Quando e onde é colocado o fermento?
    2 – se eu usar um barril, daqueles de chopp da Heineken, de 5 litros, quanto de açúcar eu tenho que colocar para fazer a carbonatação? O tempo é o mesmo das garrafas?
    3 – E qual seria uma receita bacana para um chopp clarinho, leve e bem suave?

    Agradeço se puder me ajudar.

    Um abraço.

    • Robson Vergilio Says:

      1 – O fermento é colocado após a fervura. Você precisa resfriar o mosto, transferir para o fermentador e ai sim inocular o fermento.
      2 – 30 gramas de açucar são suficientes para os 5 litros, mas verefique apenas se realmente tem esse volume no barril.
      3 – Dificil responder heim? Vai muito de gosto pessoal. Mas uma boa Pale Ale pode ser um bom caminho.

      • Adriana Sobon Says:

        Robson, obrigada pela ajuda. Essa semana devo começar a fazer minha primeira leva.

  75. Maicon Santos Says:

    Consigo fazer sem a recirculação? Mexendo com uma colher?

    • Robson Vergilio Says:

      Maicon, sem recirculação vai complicar a qualidade da sua cerveja. A Recirculação serve para clarificar o mosto. Mas você pode fazer sem a bomba, com uma caneca. Vai retirando parte do mosto pelo registro, e devolvendo por cima, com a ajuda de uma colher para espalhar o fluxo do mesmo.

  76. Rodrigo Vareto Says:

    Robson, pessoal tá na ativa ai no seu blog e você esta devendo mais material pra gente hein!!!
    Um grande abraço e aguardo anciosamente mais material bacana igual esse!

  77. Ronaldo Lenard Says:

    Olá Robson.
    Tentei fazer uma brassagem de 2,5 L antes de ler seu blog e o teste de iodo não dava certo.
    Não li nenhuma referência sua ao teste nesta receita.
    Você não faz o teste (nesta receita) ou apenas esqueceu de mencionar?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: