Liberdade Poética

O que eu mais gosto na criação de rótulos de cervejas artesanais é a liberdade que o processo de produção induz. O padrão “Ambeviano”, introduzido no brasil no século retrasado, é algo chato, sem graça e extremamente metódico. É o famoso lugar comum. Basta olharmos as gôndulas de mercados para constatarmos que todas seguem o mesmo padrão. Sem contar a exploração sexual feminina na publicidade, nada contra é claro, mas este é outro assunto dentro do mesmo lugar comum.

No começo, as artesanais foram obrigadas a seguir essa linha, mas com o tempo e consolidação de mercado, fez com que surgisse espaço para as inovações, para as diferenciações, para o lado artístico que a própria produção estimula. Produzir cerveja artesanal é inovar, experimentar, criar e nada mais óbvio que transcender estes conceitos para o rótulo. Mesmo nas ferramentas de produção, apesar dos diversos kits à venda no mercado, a maioria dos cervejeiros acabam desenvolvendo soluções, modificando e até mesmo desenvolvendo sua própria cozinha cervejeira. (em breve começarei a postar as fotos da minha nova cozinha ainda em fase de construção).

Eu considero a criação de um rótulo como uma obra de arte, um quadro que irá decorar sua sala. Este quadro tem que combinar com você. Tem que ter sua cara. Encaixar perfeitamente com seu estilo de vida e aptidões. O quadro perfeito para sua sala pode não ser para a minha.

 

É assim que crio os rótulos, com lápis e papel na mão, rabiscando, “viajando”, conversando com o cliente, trocando experiências, receitas, experimentando a cerveja, ou bebendo cerveja. Literalmente colocando dentro de mim a essência do trabalho. Procuro analisar a “casa” do cliente e pintar o quadro perfeito para a sua sala. Sem regras, sem pré-conceitos.

O resultado de toda essa experimentação reflete na aprovação do trabalho, invariavelmente seguida de elogios afinal, um terno confeccionado por um bom alfaiate veste muito melhor que um pronto.

Se eu tiver que dar um conselho para quem está criando seu primeiro rótulo, ele seria: Não tenha medo de ser diferente.

Tags: , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: