Viva o Mata-Mata

Épico. Esta é única palavra para descrever a final de ontem entre Santos e Santo André. Um duelo de Titãs. Uma batalha inesquecível. Como é bom ver o sorriso dos vencedores, e como é bom lembrar do choro dos derrotados. Como é bom saber que alguém quase chegou lá. Coisas que só o mata-mata pode proporcionar ao torcedor. Por isso eu odeio os pontos corridos. Uma disputa que “visa” o “planejamento” das equipes, mas que no fundo apenas as coloca na mediocridade antes mesmo do meio do campeonato. Limitando-as a zona intermediária e a uma ridícula briga contra o rebaixamento.

Os comentaristas adoram os pontos corridos, é claro, é fácil apontar favoritos, dar palpites certos e gabar-se deles no final de 8 meses de “disputa”. Ou alguém arriscaria a dizer que o Santos não seria campeão ontem antes do início do jogo. Certamente até o apito final, ninguém arriscou mais nenhum palpite. O mata-mata é o campeonato dos imprevistos, das zebras. É o formato de campeonato que permitiu o surgimento dos meninos da Vila em 2002, com as inesquecíveis pedaladas do Robinho que calaram a Fiel torcida do Timão. Naquele Brasileirão o Santos, classificou-se para a a fase final da competição em oitavo lugar, na última vaga.

Os mesmos comentaristas vivem exaltando competições como a Libertadores, a Champions League e a Copa do Mundo como sendo os principais torneios mundiais. E qual é o formato de disputa? Pontos corridos ou mata-mata?

O que mais incomoda nos pontos corridos é o fato de não ter vice. Não ter um perdedor, o que acaba desvalorizando o Campeão. Hoje, para um time ser segundo ou quarto colocado é a mesma coisa, pois o que ele deseja é a Libertadores, e mais nada. Isso acaba com o brilho deste longo e chato campeonato Brasileiro.

Alguém lembra quem foram os últimos três vice-campeões Brasileiros? Eu não lembro, mas também não esqueço da Ponte vice campeã de 77, do Guarani vice-campeão de 86, nem da Lusa de 96. Todos jogos épicos como o de ontem.

Os pontos corridos acabaram com o fundamento número um do esporte bretão: O Futebol é uma caixinha de surpresas.

Parabéns Santos, Parabéns Ramalhão. E que venha o Paulistão 2011.

Foto: Globo.com
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: